uma camiseta do ramones incomoda muita gente

camiseta-do-ramones

Tem várias garotas usando a camiseta do Ramones porque acham bonita, sem saber que pertence a uma banda.

SO, WHAT?

Pessoas usam camisetas de bandas sem conhecê-las desde os anos 90, a questão é que antes ninguém tinha celular, nem câmera no celular, nem redes sociais, e também não tinha jornalista tendo que justificar ida ao Rock In Rio sem precisar falar de música. Em pleno 2013 tem gente achando uma lástima que tantas pessoas que compram na C&A possam estar usando uma roupa com o nome da banda que elas tanto amam. Façam-me um favor. Tenho certeza que Joey Ramone estaria… cagando?

ramones-cbgb

“A prova cabal, pois, de que hoje, entre o público feminino, o Ramones é moda. Se o ideologia do movimento punk é lutar contra o sistema, sem saber muito bem o que fazer para consertá-lo, seu grande ícone hoje está banalizado nas camisetas de um festival de música.”  Não, meu caro. O punk é, e sempre foi, sarcástico até o último talo. A moda se apropria de todos os movimentos possíveis e imagináveis, nunca deixa nada de fora. E com o punk não seria diferente – a questão é que popularizar um símbolo da cultura punk não quer dizer que seja algo ruim. Nem mesmo pensar que é um movimento que está sumindo, pois as coisas não somem simplesmente como se tivessem dia e hora para começar e acabar – ou como se o comercial de manteiga do Johnny Rotten fosse sinônimo da implosão de todo o material produzido pelos punks desde os anos 70. Isso parece papo de gente que adora uma banda, e depois torce o pescoço para ela a partir do momento em que começa a tocar na rádio, ou quando começa a aparecer muito nas mais tocadas do last.fm da galera. Não que eu esteja comparando Ramones com qualquer banda nova, mas a analogia é válida, sim.

Se uma banda está aparecendo muito por aí, seja na televisão ou na estampa de uma roupa, a chance de um adolescente jogar isso no google e descobrir todo um mundo novo é enorme. Mesmo que seja uma adolescente querendo saber se a “grife” Ramones tem loja virtual. Sabe, sendo mulher e usando camiseta de banda de rock desde muito nova, a coisa que mais me aconteceu em lugares públicos, onde tinham shows abertos, era isso: alguém vir me perguntar qual era meu albúm favorito da banda cuja camiseta eu vestia. E eu posso contar nos dedos quantas vezes a pergunta surgiu de um genuíno interesse, e não da expectativa do cara em rir da minha cara e me acusar de “cometer o crime” de usar a camiseta da banda que ele curtia. Perdi as contas de quantas vezes deixei de usar a camiseta de uma banda que eu gostava, mas que não conhecia o suficiente – leia-se: não sabia o nome de pelo menos cinco discos de cor – para poder conter esses interrogatórios. (Em contrapartida, lembro de ter deixado de ficar com alguns caras exatamente por eles terem feito isso comigo).

Também não vi questionarem os homens sobre a mesma questão da camiseta – e eu vi as camisetas do Ramones no setor masculino da Renner também, hein. Inclusive, vi estampas de comics de super-heróis em capas clássicas; vão começar a perguntar para os caras na rua quantas edições de Lanterna Verde eles leram para obter o direito de vestir a camiseta do Allan Scott? Duvido. Machismo estrutural: estamos de olho.

camiseta-agyness-deyn-joy-division

À parte disso, como uma amiga disse esses dias, apenas fun fun fun. O mundo é uma coisa enorme, lotada de diversidade, cheia de coisas para gente descobrir. Lembra no início de 2001, quando começou a onda emo, que muito pouco celebrava o emocore mesmo, e se apropriava de elementos punks e góticos? A gente tirava sarro, mas hoje eu não tenho dúvidas que são esses caras que fazem o volume crítico nos shows das bandas mais clássicas que ainda vem tocar no Brasil, desde o show do Morrissey até o show do The Cure, por exemplo.  Muita gente achava que os spikes e as munhequeiras que aqueles adolescentes usavam eram uma grande ofensa, muita gente apanhou naquela época por ousar usar jaqueta de tachinhas com cabelo arrumado à chapinha. Mas eu pergunto: onde estão esses emos hoje? Sumiram. O punk sumiu junto com eles, ou o punk morreu porque eles usavam spikes e couro? Não.

Deixem as pessoas usarem as camisetas que elas quiserem.

E parem de ser sexistas.

Especial: um post do Rocka que mostra garotas tocando covers de Ramones.

–..–
Só para aproveitar o embalo, deixo aqui a minha playlist especial de Ramones, Patti Smith, New York Dolls, MC5, e toda aquela galera. Enjoy. ;)


93 comments

Cancel

  1. mari · September 24, 2013

    texto fantástico! e é isso aí: cada um que cuide da própria camiseta.

    • maria · September 24, 2013

      Se sou capitalista, nao devo usar camiste com che quevara, se sou ateu não faz sentido usar uma camisete escrita Jeseus te ama. Se so tomo sucos de fruta natural, nao devo usar camiseta escrito coca-cola. Entao é a mesma ideia: Se nao sei nada sobre os Ramones nao devo usar uma camiseta com esta banda. Sim seu aluquel, seu arroz e seu feijão quem paga é voce… mas usar camisetas, roupas, blusas de pessoas que voce nao sabe absolutamente nada, que nada tem contigo faz com que a moda seja algo realmente superficial.

      • Thomas · September 24, 2013

        Disse tudo :D

  2. Duna · September 24, 2013

    a vivienne westwood, criadora do visual punk, e que faz sapato para a melissa hoje em dia e tem vestido dela em todo o red carpet mandou um beijo para quem escreveu aquela merda de matéria. o queeeeee, usa coturno, calça rasgada, moicano e rebites e não sabe quem é vivienne westwood? poser.

    • garotacocacola · September 24, 2013

      hahaha BOA! ela é foda mesmo.

  3. thiago · September 24, 2013

    ora, cada um usa a camisa que quer. Agora, um belo dia, pode ser meio constrangedor uma pessoa lhe perguntar algo sobre a camisa e vc dizer “achei bonita”. Imagina se a suástica começa a ficar bonita para um tanto de gente?

    • Camila · September 24, 2013

      A suástica é um símbolo budista e também é um símbolo celta. [só pra quebrar a lei de goldwin que insiste em prevalecer em debates na internet]

      no final das contas as pessoas usam roupas que acham bonitas, mesmo com todos os símbolos. e não há problema algum em ser essa a resposta básica, sabe?!

      em tempo, sou beatlemaníaca, do tipo que sabe diferenciar quem escreveu as músicas assinadas como John e Paul só de escutar os acordes, e isso não me faz mais privilegiada do que qualquer outro para usar uma porra de uma camiseta que faça qualquer menção aos Beatles. ah, e pessoas que não conhecem tanto quanto eu e usam a camiseta não mudam o fato de eu gostar da banda. e da banda ser boa.

      • thiago · September 24, 2013

        ok, a suástica é um símbolo antigo, “budista”, sai com uma na rua então. E diz que é bonito. Camisa do Ramones é legal porque dá uma ideia longinqua de punk, senão usaria-se camisa do Reginaldo Rossi. Mas o Ramones é fashion, porque para moda trata-se disso: um visu, cores, traços, nada mais que isso. Quanto tempo dura uma conversa puramente de moda? De moda comercial, porque alguém que usa roupa reciclada, ou de material renovável, teria muita coisa pra dizer sobre isso. Mas isso é uma moda artística, a moda de butique ou de departamento, não importa, é só isso: algo que se acha bonito, pela cor, pelo corte, pelo desenho (design). enfim, cada um usa o que quiser quando quiser do jeito que quiser. Mas o que se quer? O querer é essa coisa individual e livre ou é seguir a moda, neste caso? A camisa que está usando muuuiiiittoooo. Por trás dessa independência tem uma baita subserviência às vitrines. agora, não vi relação nenhuma com sexismo. Sério mesmo, acho que uma coisa aí não tem nada a ver com a outra. a primeira é: rock x mulher; a segunda é posso usar o que quiser e f… de quem criou, inventou, pensou abraou, afinal o mundo é meu e eu posso usá-lo como quero. é o nosso ego gigantesco dos anos 2000. Como somos interessantes, livres e perfeitos.

        • Mariana · September 24, 2013

          Entendo o que você quis dizer no seu texto, mas sinceramente não acho sexismo algum, já vi fazerem isso com homens em com mulheres.
          No caso da camiseta do Ramones, acho que está acontecendo com mulheres porque tem mais mulher usando camiseta do Ramones hoje do que tinha mulheres usando calças listradas preto e branco ontem…

  4. Sharon · September 24, 2013

    Apoiado! Lindo! É isso mesmo! “fun fun! fun fun!”

  5. Dea Balle · September 24, 2013

    Antes eu me encanava horrores com isso. Era que nem os questionários de perguntas sobre software livre em eventos, me encanava se não sabia responder algo, me sentia diminuída.

    Mas cada vez mais minha resposta pra esse tipo de coisa tem sido “ah, é, me desculpa, esqueci que tu pagava as minhas contas. Oh wait – ”

    Alguns anos e bastante estudo feminista a mais fazem diferença :)

    • garotacocacola · September 24, 2013

      sim, o que a experiência não faz com a gente, né?
      inclusive, faz a gente desencanar. tenho certeza que se essa polêmica tivesse rolado quando eu tinha 15 anos, esse texto seria sobre as minas posers que usam a camiseta do ramones sem dignidade. Aff.

  6. Dilla · September 24, 2013

    Desculpa, mas não concordo com o texto e não vejo absolutamente nada de sexista em relação à essas coisas. Pra mim roupas demonstram nossa personalidade, nosso meio de externar as coisas que eu ouço, sinto, etc. Se eu uso uma camiseta sem saber do que se trata, isso pra mim é não ter personalidade, já que estou externando uma coisa que não sou, que não é do meu feitio.

    • garotacocacola · September 24, 2013

      o texto era sexista porque só falou das minas. ;)

    • Gabriela · September 24, 2013

      Eu concordo com você Dilla! Eu tenho quase que uma coleção de camisas de bandas de Metal, e eu mesma não me sinto bem em usar camisa de uma banda que eu não conheço pelo menos um pouco, não é medo de repressão ou de interrogatório, eu só sinto que eu não estaria sendo honesta comigo. Meu namorado é fã do Ramones e quis me dar uma camiseta dele uma vez. Eu realmente acho a camiseta bonita mas não quis aceitar por dois motivos: 1º que não conheço quase nada da banda, e 2º que não gosto do pouco que conheço, punk não me apetece.
      Como você disse, não vejo sentido na pessoa usar uma coisa que não sabe nem do que se trata… A pessoa que cresceu enfrentando preconceito por ser mulher e gostar de rock/metal, se entristece mesmo em ver que as mesmas pessoas que olhavam torto para ela agora usam assessórios e camisas de banda só porque está “na moda”. Quando eu tinha meus 12 anos, andava na rua e gritavam “urubu” pra mim… na escola me perguntavam se eu era lésbica, diziam que eu não era feminina, me afastavam de alguns grupos, enquanto eu só queria expressar o tipo de música que eu curtia. Agora eu vejo meninas que ficam na frente do bar que tem perto da minha faculdade que ficam dançando pagode descendo até o chão, indo pra aula com spikers e camisas de banda da Riachuelo. Por favor, não me peçam pra ficar bem com isso, é um tanto revoltante sim! E sim, eu só vejo meninas fazendo isso… se eu soubesse de meninos falaria também, claro, porque dá no mesmo… mas não é o caso ainda.

      • Stripolias · September 24, 2013

        Uai, era pra ficar feliz. Porque a “popularização” das camisetas de rock vai evitar que meninas sofram o preconceito que VOCÊ sofreu.

        • Julia · September 24, 2013

          Gente, essa cagação de regra é uma coisa tão absurda! Se você não se sente bem usando uma camiseta pq não conhece/gosta da banda, ok, tudo bem, bom pra você, moda é inteiramente uma expressão do que você sente/pensa/gosta. Pra mim não precisa ser isso o tempo todo, o que eu visto pode dizer algo sobre mim mas não precisa dizer TUDO e eu acho apropriação de elementos de culturas/nichos/clubinhos diversos muito saudável.
          Mas rola esse preciosismo que não tem justificativa. É tipo um comentário que eu li em algum blog de moda há um tempo menosprezando gente que comprava bolsa inspired e não sabia da existência da original de grife nome e renome toda imaculada num pedestal. E uma GALERA concordando. Quédizê, vou sair às comprar com o google do lado pra saber direitinho toda a árvore genealógica do design da roupa/acessório ou eu não sou digna de usar, né?
          Eu conheço centenas de bandas de rock e rolling stones não é a minha favorita nem de longe, se eu conheço dez músicas deles é muito, mas continuo saindo com a minha blusa de língua pra fora pq É BONITA, VESTE BEM, FIQUEI GATINHA, TÔ FELIZ. E nenhum fã de rolling stones é dono do desenho pra vir me dizer se eu posso ou não usar aquilo, pelamor!

    • Emis · September 24, 2013

      PERFEITO COMENTÁRIO!!!

  7. Johnny · September 24, 2013

    Deixemos de ser sexistas sendo feministas, ok? Não tem nada a ver com machismo/feminismo. Pode se muito bem ver por esse lado, e acho que nisso a autora deste blog está correta. Cada um usa a camiseta que quiser. Porém, por outro lado (e tem mais uns 5000000 lados essa peça), o texto original pode ser tambem visto como uma crítica ao estilo “estou pouco me lixando, mas estou arrasando na passarela”, talvez um costume ou uma inclinaçao ao julgamento pela capa. A camiseta é bonita? É, não é…. Você se sente bem bonita ou você fica bonita por se sentir bem? E quanto aos estudos, se você for especialista em azeitonas você pode explicar o mundo por isso também. Não eleve seu conhecimento, ou melhor, seus estudos, ao nivel da arrogancia cientifica. A azeitona do vizinho pode ser mais interessante que seu feminismo ou seu anti machismo.

    • garotacocacola · September 24, 2013

      eu comi tanta azeitona ontem na minha pizza quatro queijos que acordei de bom humor, então vou te mandar um texto para ler:
      http://papodehomem.com.br/feminismo/

      beijos feministas no seu coração <3

      • Alexandre · September 24, 2013

        Hahaha! Tirada sensacional!

        Pensei em mandar o mesmo link, falou besteira demais o rapaz aí…

        Muito legal o texto. Parabéns!

        • garotacocacola · September 24, 2013

          minha mãe já dizia “nóis é pobre mais se diverte!”

  8. Vanesca · September 24, 2013

    Gostava da época que pra usar camiseta de banda era legal conhecer a história da mesma, as vezes não era apenas legal, mas necessário para não apanhar na rua…rsrs e que de certa forma era bom sabe, fazia com que procurássemos saber o significado da camiseta que estávamos vestindo..respeito sua opinião mas gosto de tudo que me faz buscar conhecimento..nem que seja buscar o significado de uma camiseta.

    • garotacocacola · September 24, 2013

      e vc acha que as pessoas pararam de fazer isso?

      eu acredito que as gurias simplesmente não se ligam que aquilo é o logo de uma banda, sabe?

    • JENNIFER CRUZ · September 24, 2013

      se ñ éh modinha,entao porque todas garotas começaram a usar peitas? espero q voceis saibam o que é peita pelo menos…

  9. Guilherme · September 24, 2013

    Todos têm direito a opinar, da mesma forma que seus leitores têm direito a réplica.

    Concordo com a Dilla dois comentários acima. Você não usa algo que não conhece se isso diz respeito a cultura popular, História. É como sair na rua com uma camiseta do Che Guevera por ser um líder comunista e revolucionário, mas usar um Nike no pé.
    Há toda uma filosofia por trás do que usamos, isso retrata personalidade, são nossas preferências, a extensão de quem somos e a expressão para o meio externo.

    E quem disse que o Joey estaria cagando? Você diz que o punk é sarcástico, mas qual sua base pra dizer isso? Você vive a cultura punk? Conhece a cultura punk? Sabe a opinião de um anarco-punk fã de Ramones sobre isso?

    Ramones não é moda, Ramones é banda. Chanel, Donna Karan, Louis Vuitton… isso é moda. Não há luta contra nada, não há expressão falada, composições baseadas em fatos da vida deles. Apenas querem ganhar dinheiro com o que produzem e ditar moda. Isso NUNCA foi a proposta dos Ramones.

    Portanto, não concordo com sua opinião e continuo julgando sim quem trata como moda algo que não está dentro desse universo. Não vamos confundir as coisas!

    • garotacocacola · September 24, 2013

      All right!

      Boa sorte aí no policiamento de quem tá usando as camisetas do Ramones sem ser punk. :D

      • Ed · September 24, 2013

        Acho que a questão não é o “policiamento” mas o que cada um tem em mente quando está vestindo algo assim, óbvio que você pode usar o que quiser, mas é chato você mudar completamente o significado de um símbolo só por ter achado bonito, assim como Ramones não representa moda e sim uma certa cultura. Mas não se preocupe, ninguém vai bater na sua porta e confiscar suas camisetas dos Ramones se você não tiver 4 ou 5 álbuns deles.

    • RAQUEL · September 24, 2013

      Uma coisa é fazer crítica a moda e essa apropriação da cultura punk, outra coisa é fazer crítica ao PÚBLICO FEMININO e terminar com uma conclusão de que não existem MULHERES fãs de Ramones ou o que quer que seja.

      • garotacocacola · September 24, 2013

        Verdade, tendencioso para cacete.

    • Gabriela · September 24, 2013

      Perfeito seu comentário! Eu não conheço da cultura punk, mas como isso vale pro Metal, que é o meu mundo, eu tenho que concordar com você… Como eu disse mais acima, eu jamais usaria uma camisa de banda sem conhecer o mínimo sobre ela, ou sobre o que representa. Usar uma camisa de banda não é apenas achar que está arrasando porque é bonita, porque é “moda”, é conhecer o que está por trás daquilo! Eu também continuo julgando, e me entristecendo com isso… Não me importaria que o Rock virasse moda, que as pessoas começassem a ouvir, conhecer e apreciar…. Mas as roupas virarem moda? Qual o significado disso gente? Pra mim é falta de personalidade e continuará sendo.

    • YO · September 24, 2013

      PEEEN YOU’RE WRONG.

      1) Ramones não é “anarcho-punk”. É boy-band travestida de punk. Foi tão construída e moldada pra caber na popularidade do punk que existia nas ruas quanto o Sex Pistols.

      2) Tu sabe o que é moda, mano? Moda é a constante busca pelo novo, não tem nada a ver com nominho de marca não. Tu tá vestindo e consumindo moda mesmo dentro de um movimento de contra-cultura, especialmente o punk, que teve a imagem que tem hoje no imaginário popular moldada completamente por uma…. woooopa, estilista.

      3) Ramones é ruim pra caralho, velho. Get a grip e vai ouvir punk de verdade.

    • Bianca · September 24, 2013

      Parei no “anarco-punk fã de Ramones”. Vive mesmo a cultura punk kkkkkkkkkkk

    • JENNIFER CRUZ · September 24, 2013

      Guilherme vc disse tudo

  10. Beth Vieira · September 24, 2013

    Pois é, como designer de moda eu só consigo ver como uma expressão do momento mesmo. Tá bonito, todo mundo usando, bora usar também. Culpa da moda mesmo. Não sei se vejo sexismo na história.

  11. Enilse Esperança · September 24, 2013

    Adorei o seu texto, concordo com tudo que você falou e também sofro com isso por usar blusas de bandas de rock.

  12. Simone Miletic · September 24, 2013

    Que mais gente fique curioso pela banda e descubra um mundo novo, mesmo.

    E a gente não precisa ser especialista para usar camiseta, tênis ou adesivo. A gente precisa ver graça, ver sentido, gostar e querer mostrar do que gostou, não é mesmo?

    Beijos

  13. Nina · September 24, 2013

    Total apoio ao Guilherme.

  14. Laura · September 24, 2013

    Nossa, te amo viu? Li essa matéria e não, não sei nada do Ramones além do pouco que casualmente escutei nos meus 26 anos.
    A matéria é sexista sim, falo isso como jornalista formada, ela priva o outro lado da defesa, é tendenciosa e falsa. Não que eu acredite em imparcialidade no jornalismo, mas acredito em deixar claras as intenções. Achei a matéria uma forma de bullying, inclusive, mas eu sou chata!
    E a moda não é um reflexo do indivíduo, é um reflexo da sociedade (digo isso como estudante de moda). Estudos dizem que em períodos de possíveis pré-guerra (como vivemos hoje com a situação da síria, por exemplo) as estampas militares estejam em alta (dá um pulinho nas lojas de departamento e confere), assim como as formas retas e o branco, vem no pós-guerra, isso é muito louco e tem gente ganhando uma grana para estudar.
    Então, em períodos de um festival de música, que é inserido massivamente nos meios de comunicação e monopoliza os assuntos da sociedade, nada mais natural que as pessoas coletivamente usarem a moda ligada a síbolos da música. Seguindo a lógica do jornalista, tá proibido usar notas musicais na indumentária se não souber ler uma partitura!

    • garotacocacola · September 24, 2013

      Nossa! Não sabia disso!
      Tem algum paper online para ler sobre isso? (Mesmo que seja em outra língua)

      • Laura · September 24, 2013

        Procura sobre psicologia da moda, que tem várias coisas sobre o assunto. Tenho dois livros em casa, mas só posso te dizer os nomes quando chegar! Mas prometo voltar aqui com eles!

        • garotacocacola · September 24, 2013

          Vou procurar, tá anotado! Tarefa de amanhã =D
          Obrigada =]]]]

    • Sarah · September 24, 2013

      Nossa! A Laura arrasou, cara.

  15. Don · September 24, 2013

    A mesma coisa aconteceu em 2011 com o público criticando a roupa do Serj Tankian no show do System of a Down, chegando a dizer que o vocalista não é mais o mesmo, apenas pelo fato de estar usando uma camisa social branca!

    • garotacocacola · September 24, 2013

      ain, nem lembrava disso.
      mas né, remete mesmo.

  16. Marcos · September 24, 2013

    É triste ter que ler certas coisas. Tem gente que se atribui um falso censo de superioridade por ouvir um determinado tipo de musica e se você usa a camisa de uma banda que ela gosta, você tem que provar que conhece a banda pelo menos tão bem quanto ela pra “merecer o status”. As mulheres são duplamente vítimas desse povinho do policiamente musical porque junta com a noção machista de que tudo que as mulheres fazem é para se exibir e pronto “ela só usa a camisa da banda X pra aparecer nem deve saber quem são”. E por fim, eu acho que as pessoas em geral tem uma visão muito limitada do que seja moda. A moda não é desprovida de discurso e de crítica, mas assim como as outras formas de arte, foi cooptada.

  17. Franciele Luzia · September 24, 2013

    Acho engraçado quem usa camiseta de banda sem conhecer. Também acho engraçado quem se espanta com a banalização da música/arte/whatever por causa da sua apropriação pela cultura de massa. É só lembrar como surgiram os Pistols para ver que como nem um movimento de “contestação do sistema” (como o punk procura se mostrar) escapa da lógica do consumo. De qualquer forma, o fato de fazerem esse interrogatório só para as mulheres é interessante.

  18. Biah · September 24, 2013

    O texto peca em uma parte e é feliz em outra. A ideia de mostrar o sexismo devido ao fato de só mulheres serem interrogadas quando usam uma camiseta de banda está corretíssimo e é sim sexismo. Como a autora mesmo citou, alguém pergunta para um homem quantas HQs ele leu para estar vestindo aquela camiseta? Não, mas uma mulher com a camiseta do Batman é automaticamente classificada como poser e provavelmente vítima de algum interrogatório.
    Porém relacionado ao movimento punk a autora se mostrou um tanto quanto infeliz. Primeiramente a ideia do movimento e consequentemente das bandas, é lutar contra todo um sistema. O visual com moicano, coturno, jaqueta e camiseta de banda era principalmente um sinal de resistência e uma forma de unir os punks por aí, já que era de fácil identificação. Tendo isso em mente e a atualidade não fica difícil afirmar que o capitalismo se apropriou dos símbolos desse movimento para vender assim como ele faz com praticamente tudo. Oras, então não é difícil perceber porque um punk não gosta de pessoas usando do seu ‘estilo’ sem ter a sua ideia.
    É diariamente uma luta constante contra esse sistema e ver o mercado se apropriando de algo que luta justamente contra ele, e pessoas incentivando isso… Me desculpem, mas eu (e acredito que qualquer um do movimento punk) não vou aceitar, pelo simples fato de que iremos continuar lutando contra o sistema em todos os seus aspectos e também nessa apropriação forçada da cena do movimento. A banalização afeta o movimento (simplesmente deixou de ser um sinal de resistência) e fortalece o capitalismo, então não me venha pedir pra concordar com isso.
    Ademais eu não me importo em ver alguém que não tem conhecimento sobre a banda com uma camiseta por exemplo do AC/DC, pois isso não está atrapalhando a cena deles.
    Palavras de uma punk anarquista e feminista.

    • garotacocacola · September 24, 2013

      oi, biah
      adorei seu comment. mas poxa, Ramones nem é assim… tipo, banda assumidamente política, apesar de representar alguns elementos ligados à política para o movimento punk, não?
      Eu acho que ‘I wanna sniff some glue’ não é bem uma palavra de ordem. Vc acha que to viajando?
      (se fosse falar de outras bandas do cenário pré-70, e os pós-punks, a gente vai filtrar muita coisa política, mas acho que essas músicas se deteram depois… no hardcore)

      • Biah · September 24, 2013

        Eu concordo, pelo menos no caso do Ramones acho que não da pra falar que é uma banda que trata unicamente de política. Tanto que temos muitos punks que não gostam tanto assim de Ramones (eu) e pessoas de diversos movimentos/estilos que adoram.
        Acho que Ramones já deixou de ser um representante da cena punk a muito tempo, tanto que no caso das camisetas, pelo menos eu não me importo mais quando é deles, mas não nego que aquele sentimento de ‘por que vocês estão fazendo isso?’ não exista. E não culpo as pessoas que a veste, culpo o mercado mesmo.

  19. Rafael · September 24, 2013

    Por um lado, eu consigo entender quem fica incomodado com a “banalização” de bandas. Tudo bem. Não sou o maior fã de Ramones, mas me incomodaria uma situação parecida com alguma banda que eu gosto bastante.

    Mas essa matéria é escandalosamente ruim. Destaco algumas partes especialmente escrotas:

    >”[…] que sequer sabia que o vocalista e grande líder do Ramones, Joey Ramone, morreu vítima de um linfoma em 2001, aos 49 anos.”
    Porra, eu não sei como a grande maioria dos músicos que eu admiro morreu e com que idade, e daí?

    >”Ao ser perguntada se saberia dizer, de bate pronto, três músicas da banda, saiu-se com um “claro que não”, provando, definitivamente, que se existe, claro, um público feminino fã do Ramones, ele não está presente neste Rock in Rio.”
    Então o jornalista entrevista >>3<>definitivamente<todos< os quadrinhos e não sabe de cor as biografias de todas as personagens! Attention whore! Fez um erro ou confusão comum e esperada de um iniciante em um jogo? Tinha que ser mulher! … E assim vai.

    (Referência: http://www.newstatesman.com/culture/2013/08/does-misogyny-lie-heart-fake-geek-girl-accusations-or-it-self-loathing )

    • garotacocacola · September 24, 2013

      Boa, guardie o link aqui pra fonte de próximos textos.
      E sim, eu fiquei muito putissima quando li aquilo “se existe, claro, um público feminino fã do Ramones, ele não está presente neste Rock in Rio”, porque né, 3 pessoas virou amostragem agora.
      -.-

      Blé

  20. Daniela Gorski · September 24, 2013

    Eu acho tosco a pessoa usar uma camiseta de banda e não saber o que significa. Mas acho que somos todos livres para usar o que quiser. Esse lance de “modinha” é tãooooo oitava série! Eu mesma, fã de rock, já critiquei muita gente por usar camiseta de banda sem conhecer, mas isso quando tinha meus 14, 15 anos! Hoje, aos 26, tenho mais o que fazer do que policiar as pessoas sobre bandas em suas camisetas. Apoio a ideia de deixar as pessoas serem felizes com as camisetas que elas quiserem!

    E sim, o texto do cara foi sexista por focar em “Mulheres que usam camiseta do Ramones não conhecem a banda”. Se ele fizesse uma pesquisa com homens e mulheres, sobre diversas bandas, e fosse algo assim: “Público do Rock in Rio mostra desinformação sobre camisetas de banda que usa”, eu ainda acharia a pauta boba e infantil, mas ficaria menos ridículo para ele. (Opinião de uma fã de rock, jornalista e “usadora” de camiseta de banda haha)

    Enfim, parabéns pelo texto!
    Beijos

    • garotacocacola · September 24, 2013

      perdeu a oportunidade de fazer outra pauta, né? haha

  21. Johnny Ramone · September 24, 2013

    Parei de ler no “Joy” Ramone. Beijos.

    • garotacocacola · September 24, 2013

      Obrigada, acabei de corrigir o errinho de digitação. ;*

  22. Tagliati · September 24, 2013

    Clap clap clap.
    Palmas.
    Quando li a “reportagem” não encarei como sexista mas alguns colegas atentaram ao fato de só terem escolhido mulheres e puxa… é verdade. O sexismo tá ali e somos tão bitolados que é complicado se dar conta.
    Eu sempre achei babaquice essa coisa de “me fala quais são os albuns dessa banda”. É forçar a barra com esse papo de ideologia pra determinar quem deve ou não usar determinada camisa ou seguir um estilo. E pera… se a ideologia é tão importante qual a razão de questionarem quem são os músicos e os albuns por eles gravados e não as ideologias envolvidas no movimento (e ainda assim, pra mim, seria babaquice)?
    A ideologia que se exploda. Estamos preocupados é com o fim do exclusivismo. Talvez seja um medo até de perder a propria identidade quando se depara com outras pessoas que não reconhecemos no nosso grupo usando elementos do mesmo.
    Falar que é importante pois o que vestimos é reflexo direto do que somos é… bem… acho exagerado. Como citaram ai se alguém usar uma camisa com uma nota musical então ela é obrigada a saber ler partituras? Uma que usa caveiras seria obrigada a saber de que? Eu uso camisas sem estampas e isso deveria dizer o que de mim? Uso camisas de super heróis. Sou obrigado a entender cada um dos fatos envolvidos? Estou proibido de usar uma camisa pois quando questionado o motivo de usá-la é que eu achei bonita e não sou capaz de listar em detalhes a origem de sua estampa?
    Desculpe que reclama e acha que não deveria usar. É batalha perdida. As pessoas vão continuar usando camisas do jeito que quiserem seguindo o fluxo da moda e suas vontades. E ao invés de reprimir deveriam incentivar. Pluralidade cultural faz bem obrigado.
    Ao invés de perguntar quantos albuns a banda x possui e em quais anos foram gravados não seria mais saudável engatar um papo bacana sobre a banda e trocar informações, explicar sobre ideologias e cia limitada? Ou é mais importante manter a proteção do pequeno feudo?

    Bem… people equal shit ( ou eu não posso também usar essa citação pois não sei o nome de nem um dos componentes do slipknot?).

    • garotacocacola · September 24, 2013

      Pois é, eu acho que deveriam montar uma polícia-das-estampas-de-camiseta, sabe? Aí essa galerinha poderia dormir em paz, sabendo que só gente muito entendida sobre o assunto estaria usando camisetas dele. hehe

  23. Pingback: Meu mundo caiu: garotas tocam cover de Ramones
  24. Luís · September 24, 2013

    First world problems?

  25. Keef · September 24, 2013

    Não é constrangedor usar camiseta de banda (seja lá qual for) sem conhecê-la/saber o que aquilo significa?

    “Você não usa algo que não conhece se isso diz respeito a cultura popular, História. É como sair na rua com uma camiseta do Che Guevera por ser um líder comunista e revolucionário, mas usar um Nike no pé.
    Há toda uma filosofia por trás do que usamos, isso retrata personalidade, são nossas preferências, a extensão de quem somos e a expressão para o meio externo.

    E quem disse que o Joey estaria cagando? Você diz que o punk é sarcástico, mas qual sua base pra dizer isso? Você vive a cultura punk? Conhece a cultura punk? Sabe a opinião de um anarco-punk fã de Ramones sobre isso?

    Ramones não é moda, Ramones é banda. Chanel, Donna Karan, Louis Vuitton… isso é moda. Não há luta contra nada, não há expressão falada, composições baseadas em fatos da vida deles. Apenas querem ganhar dinheiro com o que produzem e ditar moda. Isso NUNCA foi a proposta dos Ramones.

    Portanto, não concordo com sua opinião e continuo julgando sim quem trata como moda algo que não está dentro desse universo. Não vamos confundir as coisas!”

  26. Ju Vilela · September 24, 2013

    Vou colar aqui o comentário que fiz sobre o assunto (umas 2 ou 3 vezes) no Facebook:
    Eu já fui radical (há mais de 15 anos) de não aceitar moicano em quem não era punk (eu não era), de zoar quem não sabia os integrantes de uma banda que dizia gostar e fazer comentários do tipo “A música Iron Man do Iron Maiden é massa, né?” para ver o que a pessoa ia responder.

    Hoje sou mais do tipo, ah! deixa a criatura ser feliz! E me deixem ser feliz tb hahaha Não uso camisetas de banda, nunca fui de usar na verdade, mas hoje tem muita coisa que eu escuto e eu nem sei direito de quem é, gostei do barulho tá valendo. E as meninas da entrevista compraram sabendo que era de uma banda de rock (e só). Quem sabe depois elas descobrem o punk rock, vão ouvir alguma coisa e tals.
    (e achei idiota definir as mulheres do festival por 3 entrevistadas e também não perguntar para os mocinhos que estavam por lá)

    Sobre estar vendendo em lojas tipo Riachuelo, bora combinar que a culpa é da loja? Quando que a pessoa que está comprando vai adivinhar que é de uma banda e não uma estampa que gostou? Isso acontece desde sempre! Se tivessem ido numa loja de camisetas de banda seria diferente.

    E quando vejo pessoas que me criticavam (ou os filhos delas) se vestindo não muito diferente do que eu na época das críticas só consigo pensar: o mundo dá voltas, agora todo mundo pode, né? Então tá bom, bora ser feliz.

    • garotacocacola · September 24, 2013

      Sem contar que quem detém os direitos sobre os produtos da banda está ganhando uma grana, né, como uma amigo bem me lembrou no chat ontem. ;)

      • Ju Vilela · September 24, 2013

        Verdade, também não lembrei desse fato :D

  27. Gustavo · September 24, 2013

    Se há algo de positivo nessa “modinha”, por que desculpa, moda é algo legal, interessante, inteligente, agora “modinhas” sempre são toscas e babacas, mas como dizia a única coisa positiva é que espero sinceramente que as pessoas se interessem em ouvir e saber quem foram os Ramones e outras bandas, até pra saber se gostam ou não. Pode ser que assim fiquem mais críticas ao ouvirem tanto lixo musical que se produz hoje.

  28. Alex Gomez Sacra · September 24, 2013

    Eu sou fã dos Ramones desde 1990…Eu e meu irmão temos toda coleção de discos, fitas k7, vídeos, piratas, coletâneas, etc… Éramos tachados de “roqueiros malucos” quando saíamos vestidos com a camisa dos Ramones… Se hj usam a camisa da banda sem contexto, sem preocupação, é pq lá atrás existiram os que não se renderam às críticas… E por isso, acho uma falta de bom senso usar ítens que aluda a algo que na sua essência vc deplora (as Anittas e meninas de outros estilos da vida)…

  29. Mo · September 24, 2013

    Eu ainda to tentando entender o que isso tudo tem a ver com feminismo ou machismo ou sexismo ou qualquer ismo aí ideológico. Ninguém está criticando exclusivamente as gatinhas que querem aparecer com uma blusa dos Ramones. Homens também fazem isso. E MUITO.

    Vamos parar com a mania de perseguição.

    • garotacocacola · September 24, 2013

      Se homens fazem isso, por que não foram citados na matéria do Terra? E por que o jornalista disse “se há um público feminino fã de Ramones, ele não estava no Rock In Rio”?
      É claro que isso é machismo, baby. Dá um google aí.

      • Mo · September 24, 2013

        Poxa desculpa, então acho que você está incomodada com os jornalistas e não com os fãs de Ramones.

        Posta uma coisa pra ele ao invés de sair chamando todo mundo de sexista.

        • garotacocacola · September 24, 2013

          Mas eu critiquei os fãs de Ramones em particular?

          • Mo · September 24, 2013

            Praticamente e em termos, sim. Quem você acha afinal, que está mais “incomodado” com isso tudo? Fãs da Avril Lavigne?

            E eu repito, não são só mulheres. Vejo muitos e TANTOS homens fazerem a mesma coisa ou pior (pior = tatuar logo de banda a qual não sabe nem o nome do primeiro álbum).

      • Mo · September 24, 2013

        Tem muita coisa no teu texto incabível, desculpa. Sou contra generalizações.

  30. Lisa · September 24, 2013

    Seguinte: qdo eu era adolescente usava camiseta dos Ramones e Sex Pistols , não conhecia mto bem das duas bandas, mas acho o logo das camisetas lindo e e tb pq queria ser ‘rebelde’ (confesso).
    Nunca ninguém me perguntou nada sobre, mas eu me sentia um pouco mal em usar camisetas q eu não sabia nada sobre, mas realmente eu não tinha acesso e nem dinheiro na época pra conhecer e comprar cds… Tanto q tempos depois qdo pude baixei algumas coisas e pesquisei sobre as bandas em questão. Enfim…
    Cada um q use o q quiser, mas o que custa nessa era de informação fácil dar uma ‘pesquisadinha’ pra saber o que é aquilo q vc esta colocando no corpo?
    Hoje em dia qlqr bandinha nova (ou velha) q eu ouço e gosto corro pra internet pra saber do q se trata…. informação nunca é demais e conhecer musicas novas é mto bom!

  31. Full · September 24, 2013

    Mesmo sendo homem isso também já aconteceu comigo.
    -Você gosta da banda da sua camiseta? Me diz 5 músicas deles!
    minha resposta é a mesma sempre e nas vezes que usei deu certo:
    -Eu te digo TODA A DISCOGRAFIA deles se tu me disser UM SÓ MOTIVO pelo qual eu tenha que te provar algo!

  32. Juliana Soutelo · September 24, 2013

    Oh, my God! Tenho que jogar a minha camisa Jack Daniel’s no lixo, afinal, não bebo whisky… Quanto à cultura punk, gostaria que os “entendidos” no assunto, me apontassem uma banda que realmente foi enganjada na política, que realmente lutou contra o sistema (falar mal de políticos em música não vale, hein?). As bandas também se apropriaram do que rolava na época para fazerem sucesso. O quê quero dizer, é que pelo menos 80 % do movimento punk não passou de rebeldia adolescente. Antes que me ataquem, sim, eu gosto de algumas bandas punks, como The Clash e Ramones (oh, wait!)…E quanto a maturidade que foi dita acima, realmente, nada tira mais a prepotência do que ela…

  33. leosnob · September 24, 2013

    1° Isso tudo é uma modinha ridícula e revoltante, as pessoas devem ter conceitos na vida, roupas representam a imagem que você passa pro mundo, eu me visto com conceito, vejo isso hoje com vários tipos de roupa, não só com banda, lojas não vendem conceitos ,vendem panos que dão dinheiro pouco importa se é a cara do Hitler ou de Gandhi, logicamente que muitos modinhas nem devem saber quem são os ramones, vão comprar pq ta na Riachuelo, e eu odeio esses tipos de roupa que vendem em grande escala que muitos vão comprar ,e vai ter milhares na rua iguais…
    2°Acho que isso não só acontece com garotas,acontece com homens tbm, a questão é que homens preferem perder tempo perguntando e falando com alguma garota do que com um outro marmanjo qualquer, até pq se o cara está com camisa de banda em um show ele deve saber algo ou ele iria ter medo de apanhar, e ninguém quer perder tempo interrogando, a não ser que ele não tenha nenhum visual tenha cara de babaca que não conhece nada, ai ele será interrogado se alguém se invocar, por tanto é mais normal acontecer com mulheres , pelo fato do cara chegar na mulher e ate mesmo puxar um assunto e ver se ela sabe alguma coisa e se é inteligente e conhece alguma coisa da banda.

  34. leosnob · September 24, 2013

    Algumas lojas e grifes estão fazendo o mesmo com Bob Marley, mas é de se esperar que a pessoa que está vestido em uma camisa de banda , é pq ela curta o som, se não ela é um modinha ridiculo, muitos anos atrás existiu pessoas que tiveram suas camisa rasgadas na rua, queria ver neguinho sair na rua com camisa sem saber nada kkkkkkkkk

  35. caio · September 24, 2013

    Gostei do texto! Acho essa questão bem cinzenta, não consigo chegar a uma conclusão sobre “certo” ou “errado”, cada lado parece ter bons argumentos. Bom, por um lado as pessoas estão criticando a “moda desinformada”, mas a moda se apropria da linguagem de um lugar, de um evento, de um tempo, portanto ela nunca é de fato desinformada, até quando ligada a uma questão puramente estética. Mesmo assim, ainda estranho tanta gente com a camiseta de uma banda por simplesmente achar bonita e por estar no estilo do lugar, uma vez que uma camiseta de banda está tão carregada de signos e representações. Quanto a tal matéria irônica com muitas mulheres (só com mulheres, na verdade), acho importante observar que os Ramones não foi uma banda presente no festival (nem poderia, não é? Mas se acharem a fórmula da ressurreição gostaria de ter acesso), que teve uma quantidade inacreditável de camisas vendidas, quase só as mulheres usavam (eu estava lá, e isso é fato, aliás, só vi mulheres usando, nenhum homem) e isso deve ter despertado o interesse do jornalista. O que acontece é que faltou bom senso a esse jornalista no seguinte: ele escolheu um grupo muito específico, desconsiderou outros contextos que não apenas o conhecimento de bandas, e deu a entender que mulheres que vestem camisas de banda são “burricas” e desinformadas. É como chegar na cadeia, falar que todo criminoso é negro e desconsiderar todo o contexto de um país racista, da história do negro e Casa-Grande e Senzala.

    • garotacocacola · September 24, 2013

      Verdade, Caio, falou bem, falou bonito.
      Me disseram que a quantidade de gente com a camiseta do Ramones eram absurda mesmo, mas não tinham me dito que eram só as minas =S

  36. Danilo Itty · September 24, 2013

    Roupas é também um expressão da personalidade, se vc usa alguma coisa que não faz idéia do que seja, então que falta alguma coisa.

  37. Danilo Itty · September 24, 2013

    E vale lembrar que em SP um cara perdeu um braço por causa de uma camiseta de banda punk.

  38. Rafael · September 24, 2013

    Concordo que é escroto esse negócio de testar conhecimento como nessa matéria bizarra do Terra. Mas, num caso ótimo, desconsiderando a existência desses escrotos, o uso de uma camiseta é quase como uma tatuagem que você muda todos os dias. Quando você veste uma camiseta ou faz uma tatuagem, supostamente você demonstra algum conhecimento sobre o assunto e/ou se orgulha daquele símbolo de alguma forma. Inclusive achei interessante o comentario acima sobre o Guevara e aproveitando o gancho vou ainda mais fundo, no sentido contrário. Bom, vamo lá.
    Eu adoro fazer desenhos com minha barba. Se o crescimento fosse mais rápido, mudaria todos os dias rs
    Digamos que um belo dia eu acorde, pegue meu barbeador e modele um impecável “bigode escovinha” – mundialmente famoso pelo crápula do Hitler – mesmo sendo contra o nazismo, simplesmente porque supostamente eu ache bonito. Eu não preciso ir muito longe pra ser discriminado por meu “visível” apoio às ideologias nazistas. Tem uma passagem do filme Idiocracy, inclusive, que brinca com a confusão do símbolo ‘bigode’ entre Hitler e Chaplin.
    Um caso que ilustra muito bem o que você disse, sobre puxar assunto com boas intenções, e o que eu estou dizendo é o seguinte:
    Há algum tempo viajei a trabalho para Floripa e fiz amizade com uma menina de lá. Um dia, conversando, reparei numa tatuagem que ela tinha no braço. Era um desenho da personagem Morte, da série Sandman do Neil Gaiman – antes de mais nada, eu mesmo não sou um profundo conhecedor do Gaiman, mas aconteceu o seguinte
    Eu: “nossa, legal, você curte Sandman?”
    Ela: “hein? Do que cê tá falando?”
    Eu: “É que você tatuou a Morte no braço, achei que você conhecesse…”
    Ela (assustadíssima): “Ah! QUE HORROR! Esse menina é a morte?? Eu vi, achei bonitinho e tatuei!”

    E a esse diálogo se seguiu uma extensa explicação sobre o que eu conheço da história, tranquilizando a menina e explicando sobre o simbolismo de a Morte ser irmã do Sonho, com medo de ela querer arrancar a tatuagem com uma navalha rs
    Claro que ela ficou super decepcionada e assustada, e acredito que na hora deva ter considerado cobrir a tatuagem…

    Mas, enfim, acho muito legal quando vejo alguém com uma camiseta ou tatuagem de uma banda, escritor ou whatever que eu gosto. Já me rendeu boas conversas com estranhos na rua ou colegas de trabalho até então anônimos.
    A gente vive na era da informação, não custa nada uma ‘Googlada’. Mas é claro que toda escrotidão é condenável rs

    É isso, espero que não tenha sido confuso.
    Abraço, GarotaCocaCola

  39. Vitor Amorim · September 24, 2013

    As pessoas não deviam levantar uma bandeira da qual não conhecem! Eu não respeito qualquer pessoas que balance uma bandeira da qual não saiba o significado, e isso não é só na música não, o buraco é bem mais embaixo!
    A imagem de uma pessoa diz quem vc é, quem é de verdade, sabe quem é de mentira. E eu não gosto de pessoas mentirosas.

  40. bella · September 24, 2013

    Um texto imenso .. pra justificar uma coisa que não faz sentido.. não adianta escrever esse monte de baboseira.. se vc é uma funkeira não faz sentido usar uma blusa de um ícone do punk.. cada um na sua e cada turma com sua turma..

  41. Rodrigo Souza · September 24, 2013

    Você esqueceu de dizer que os Ramones hoje em dia estão adorando essa “moda” porque estão ganhando royalties pelo uso do logotipo da banda.

  42. carlos · September 24, 2013

    é ridículo o ato de se apropriar de algo que faz parte de outro grupo sendo que vc n tem o menor interesse nesse grupo

  43. Marina Pontes · September 24, 2013

    Eu sei que estou meio atrasada pra agradecer mil por esse texto, MAS OBRIGADA MIL POR ESSE TEXTO. Honestamente, resumiu tudo que eu queria dizer.
    Sociedade ocidental: tatuaremos yin-yang sem saber nada sobre sua religião ou cultura, MAS DEUS ME LIVRE NÃO CONHECER DEZ MÚSICAS DO RAMONES E AINDA ASSIM USAR A CAMISA. PF, nada é sagrado pra essas menininhas fúteis…

  44. Laís · September 24, 2013

    Eu acho que se a pessoa não gosta de rock não é pra usar blusa de banda… por mais que o dinheiro seja dela e quem vai gastar o dinheiro para comprar a camiseta é ela não faz sentido isso!! Se vc não sabe o que é ou não curte (ou os dois) não deve usar! Vejo muitas funkeiras usando a camiseta da minha banda favorita (Guns N’ Roses) e isso me irrita profundamente!

  45. Laís · September 24, 2013

    Desculpa, mas não gostei nem um pouco desse texto! ;)

  46. Wagner · September 24, 2013

    Só o fato de falar que o Joey não se importaria mostra a falta total de conhecimento,pois quem comandava a banda com mãos de ferro era o Johnny!

  47. Lila · September 24, 2013

    Sou ex-punk velha anarquista ranzinza e carpinteira do universo inteiro eu sou sim. Não gosto que usem camiseta dos Ramones sem saber nada a respeito da banda! É chato e feio sim! Mas tbm não quero me incomodar com uma coisa tão boba e passageira (com fé em Deus), além disso gosto é que nem *, e agradeço por escolherem a estampa dos Ramones, pq como trabalho com criação de estampa, fico até lisongeada ao ver o bom gosto das pessoas… Só gostaria de saber pq não usam do Belo ou do Netinho, deve ter tbm desses Edison e Udison, eu sei é pq o Belo é um demônio de feio ok… Vendo por este lado agradeço mesmo por escolherem os Ramones, com esses meninos estampados por aí seria como viver em The Walking Dead e quem olhasse nos olhos deles talvez virasse pedra. Bom voltando, se quiserem insistir em usar, por favor comprem preta ou branca, q doí na alma ver essas verde limão com rosa pink. E depois em casa imploro que escutem ao menos uma música dos Ramones, vcs vão gostar eu sei! Só espero que essa moda passe logo ou que ao menos sirva para as pessoas irem atras de música boa… Rock N’ Rock N’ Roll Radio!! Let’s go!!

  48. Pingback: Todo mundo pode usar camiseta dos RAMONES | ROCK Fan
  49. Rodrigo Coelho · September 24, 2013

    RAMONES virou uma marquinha. Isso é bizarro para mim. É bizarro ver uma garota estonteante como esta da foto usando a camiseta deles (já vi várias), porque na minha época era Ramones era música de gente considerada lixo na sociedade.

    Meu ultimo post no meu blog fala disso, por isso caí aqui depois de uma pesquisa.