Daí que eu estou viciada em Chatroulette.

Para quem não sabe, é um site bem simples, que funciona assim: a imagem da sua webcam aparece ali, e de outra pessoa aleatória também. Vocês podem conversar com audio e escrever. Não gostando de quem está falando com você, basta clicar “Next” e outra pessoa aparece. Você pode ficar horas só clicando “Next” para ver no que dá. Dizem que no início, quando foi lançado (em 2009, eu acho) ele era legal. Hoje tem fama de antro de pessoas em busca de cyber sexo. Eu acho que o site continua legal, basta você saber puxar papo. Em inglês, infelizmente.

Eu comecei a acessar justamente para me obrigar a praticar inglês. Eu falo inglês na boa, escrevo, mas tenho imensa dificuldade em entender o que ouço. E o chat foi uma das minhas opções para buscar melhorar isso.

E não é que está dando certo?

Fiz umas boas amizades lá. Desde uma francesa que gosta muito de cultura japonesa, e estuda história da arte, até um senhor de 50 anos super conservador que tem uma fazenda de criação de cavalos no País de Gales.  Muitas vezes a gente encontra pessoas em busca de um strip live, mas nem precisa perder tempo com isso, é só clicar no botãozinho ‘Next’ e você já muda a pessoa com quem vai conversar.

Dá para trocar uma idéia muito legal com algumas pessoas. Há gente de todo o mundo, logo, o melhor é realmente saber inglês. Já vi uns três italianos que não sabiam inglês, e de vez em quando aparece um argentino falando loucamente em espanhol, como se todo mundo fosse o entender. É uma anarquia, mas é justamente isso que faz o site interessante.

Ontem um cara da Carolina do Norte ficou mega empolgado quando eu contei que era from Brazil. Eu já estava preparada para ele falar “you are hot, show me your tits”, que é o que eles geralmente fazem quando descobrem que estão falando com uma brasileira, infelizmente. Mas daí o menino me surpreendeu. Ele pegou um violão e começou a tocar Djavan. Djavan!!! Em português e tudo. E queria saber como estava o sotaque dele. Outra vez, eu conheci uma família inteira que estava online mostrando para o filho como as pessoas são diferentes ao redor do mundo e tudo. A criança me mostrou seus brinquedos, perguntou o que eu gostava de jogar, essas coisas. Muito divertido. mas eu não colocaria uma criança de frente para o Chatroulette sem ver as webcams que passam primeiro, sabe? Meio chato se aparecer alguém com a genitália exposta, o que acontece às vezes.

Um dia conheci um britânico negro, de rastafari, que gostava de se vestir de chef de cozinha. Em outro momento conversei com um maluco que usava uma máscara do palhaço do filme It,  e conversava com a voz rouca e abafada pela máscara; eu não sei quem estava mais surpreso nessa conversa – se era eu, pelo fato do cara ser tão bizarro, ou se era ele mesmo, pelo fato de eu continuar conversando com ele sem sair correndo dali. O Steve, o cara do País de Gales, me disse não gostava de mostrar o rosto nesse site, e confessou que às vezes fazia sexo online. Me perguntou se eu não me sentia mal de mostrar meu rosto na boa no Chatroulette, sabendo que talvez eu encontrasse de cara um dick sendo exibido em alguma câmera. Eu disse para ele que teria vergonha de ficar semi-nua na frente da câmera, isso sim. Meu rosto é só o meu rosto, é minha identidade. A minha intimidade são outros quinhentos. Não condeno quem gosta de se exibir desse jeito para pessoas desconhecidas ao redor do mundo, afinal, a internet às vezes serve para gente se libertar de uma série de coisas (isso me lembra uma menina da Alemanha, bem gordinha, que eu encontrei lá, de calcinha e sutiã, se achando linda porque todo mundo a elogiava ali, e na vida real ela era tímida para mostrar o seu corpo ao vivo para alguém).

O Chatroulette é ótimo se a gente sabe como usá-lo. Experimentem passar uma tarde ali, num dia qualquer.

12 comments

  1. Daniel · January 11, 2011

    Eu nunca tinha ouvido falar desse site! Interessante! :)
    Mas nao eh um pouco assustador nao saber quem vai aparecer na tela quando vc clica next ?
    Eu vou tentar algum dia :)
    Obrigado pela visita e comentarios no meu blog! Gostei do seu blog tb!
    t+

    • garotacocacola · January 11, 2011

      Haha, certo.
      Dê chances ao desconhecido, e se não gostar, basta apertar ‘next’.

  2. Daniel · January 11, 2011

    Eu nunca tinha ouvido falar desse site! Interessante! :)
    Mas nao eh um pouco assustador nao saber quem vai aparecer na tela quando vc clica next ?
    Eu vou tentar algum dia :)
    Obrigado pela visita e comentarios no meu blog! Gostei do seu blog tb!
    t+

    • garotacocacola · January 11, 2011

      Haha, certo.
      Dê chances ao desconhecido, e se não gostar, basta apertar ‘next’.

  3. Rhael · January 11, 2011

    Obrigado por apresentar. Embora tenha me surpreendido ao ver um par de seios passando pela tela ao inves de um rosto uma das vezes(wtf!?), na maior parte do tempo é interessante.

  4. Rhael · January 11, 2011

    Obrigado por apresentar. Embora tenha me surpreendido ao ver um par de seios passando pela tela ao inves de um rosto uma das vezes(wtf!?), na maior parte do tempo é interessante.

  5. Cão do Inferno · January 11, 2011

    Acessei o Chatroulette uma vez, vi coisas de arrepiar os cabelos e nunca mais voltei. Foi mais ou menos como me aventurar em uma roleta russa e ser congratulado com um cartucho logo na primeira desengatilhada…

    Acabo de conhecer o seu site. Foi por acaso: o Google acabou me encaminhando ao seu texto com o título “Sobre como comecei a fumar aos 17 anos”… Sou dois anos mais velho que você e fumo há um bom tempo. Fumo Camel e Lucky Strike [vermelho], mas o meu cigarro oficial é o Marlboro [vermelho] porque é o melhor cigarro do planeta! Se você me permite dizer algo, acho que você não deveria enxergar no hábito de fumar esse monstro que a mídia amestrada mostra. Quando nos damos ao trabalho de questionar a histeria antitabagista, quando investigamos as suas fontes, vemos uma grande fraude com o rótulo de ciência [o que está se tornando cada vez mais comum ultimamente]. O antitabagismo é uma forma de controle social que atende a interesses políticos bem sujos. Existe toda uma bibliografia sobre o assunto, mas enfim… Pode fumar os seus cigarros tranqüila. Esse mundo bobo, chato e politicamente correto escolheu o cigarro para atacar. O próximo alvo será os alimentos: pode apostar que encontraremos imagens bizarras nos frascos de Coca-Cola em breve!

    • garotacocacola · January 11, 2011

      Nossa, nunca tinha pensado nas embalagens de Coca-Cola.
      Se tiver, tô ferrada!

      Btw, adorei sua posição sobre a midia e o antitabagismo. Também acho que as pessoas tem reações precipitadas e exageradas sobre isso.

  6. Cão do Inferno · January 11, 2011

    Acessei o Chatroulette uma vez, vi coisas de arrepiar os cabelos e nunca mais voltei. Foi mais ou menos como me aventurar em uma roleta russa e ser congratulado com um cartucho logo na primeira desengatilhada…

    Acabo de conhecer o seu site. Foi por acaso: o Google acabou me encaminhando ao seu texto com o título “Sobre como comecei a fumar aos 17 anos”… Sou dois anos mais velho que você e fumo há um bom tempo. Fumo Camel e Lucky Strike [vermelho], mas o meu cigarro oficial é o Marlboro [vermelho] porque é o melhor cigarro do planeta! Se você me permite dizer algo, acho que você não deveria enxergar no hábito de fumar esse monstro que a mídia amestrada mostra. Quando nos damos ao trabalho de questionar a histeria antitabagista, quando investigamos as suas fontes, vemos uma grande fraude com o rótulo de ciência [o que está se tornando cada vez mais comum ultimamente]. O antitabagismo é uma forma de controle social que atende a interesses políticos bem sujos. Existe toda uma bibliografia sobre o assunto, mas enfim… Pode fumar os seus cigarros tranqüila. Esse mundo bobo, chato e politicamente correto escolheu o cigarro para atacar. O próximo alvo será os alimentos: pode apostar que encontraremos imagens bizarras nos frascos de Coca-Cola em breve!

    • garotacocacola · January 11, 2011

      Nossa, nunca tinha pensado nas embalagens de Coca-Cola.
      Se tiver, tô ferrada!

      Btw, adorei sua posição sobre a midia e o antitabagismo. Também acho que as pessoas tem reações precipitadas e exageradas sobre isso.

  7. Bruna · January 11, 2011

    Oi! Adorei esse post!
    Não conhecia o Chatroulette…eu geralmente entro no Omegle que é o mesmo esquema: conversar com estranhos do mundo todo.
    É muito difícil encontrar alguém sério para conversar, mas já consegui fazer várias amizades. Conheci um cara grego muito bacana e a gente conversa até hoje no MSN ou no Skype =]
    Enfim, vou testar esse Chatroulette! Valeu pela dica :D

    Beijos!

  8. Bruna · January 11, 2011

    Oi! Adorei esse post!
    Não conhecia o Chatroulette…eu geralmente entro no Omegle que é o mesmo esquema: conversar com estranhos do mundo todo.
    É muito difícil encontrar alguém sério para conversar, mas já consegui fazer várias amizades. Conheci um cara grego muito bacana e a gente conversa até hoje no MSN ou no Skype =]
    Enfim, vou testar esse Chatroulette! Valeu pela dica :D

    Beijos!