Estou virando uma pessoa séria.
Eu juro.

Comprei panos de prato, lavo a louça e arrumo a cama todos os dias porque tenho dó da empregada. Fui no mercado e não comprei doces, só leite de soja, papel higiênico, detergente, lâmpada (porque eu queimei duas brincando de rave sozinha na sala), sal, óleo, arroz, miojo (óbvio, né), etc. Tenhos dois copos e uma xícara, que é para não tornar real a idéia de trazer todos os amigos de uma vez para dentro do apartamento que nem é meu.

Sábado foi o cúmulo. Fiquei doente, mas queria muito ir ver o cover de Beatles, então no primeiro sinal de melhora fui para rua, encontrei amigos, e entrei em enfermidade plena de novo. Tomei uns anti-alérgicos nonsense e virei um zumbi andando pela avenida Paulista. Até simulei uma pessoa normal, fui comer e tomar cerveja indiana, mas não deu muito certo. Voltando para casa depois de uma hora e meia na rua só, minha mãe me liga implorando para eu não sair, porque São Paulo é perigoso, etc – detalhe: minha mãe mora em Porto Alegre – num ataque maluco que ela tem de vez em quando, de superproteção. Daí que, só para sacanear, no meu delírio de febre, eu disse que estava indo para o outro lado da cidade curtir uma festa, e estava entrando no metrô naquele exato instante.
Na verdade eu estava esperando o elevador do prédio.

Sou normal?

4 comments

  1. Vivi Alcalde · April 19, 2011

    Fala pra sua mãe q eu vou tentar evitar de vc fazer essas loucuras! Hahahaha! Loka!

    Brinks à parte, minha mãe tb tem ataques de superproteção. Elas também se darão bem…

    • garotacocacola · April 19, 2011

      alokaaa

      então elas vão se entender mesmo^^

  2. Vivi Alcalde · April 19, 2011

    Fala pra sua mãe q eu vou tentar evitar de vc fazer essas loucuras! Hahahaha! Loka!

    Brinks à parte, minha mãe tb tem ataques de superproteção. Elas também se darão bem…

    • garotacocacola · April 19, 2011

      alokaaa

      então elas vão se entender mesmo^^