Há um tempão atrás eu escrevi um post sobre o que seria um currículo bom.

Só que apenas um currículo não é suficiente para chamar atenção para si hoje em dia. Pelo menos numa seleção de emprego, né.

Além do currículo, pessoas que produzem coisas – fotógrafos, cinegrafistas, webdesigners, designers, engenheiros, arquitetos, escritores, costureiras, desenhistas, cartunistas, artistas plásticos, músicos, etc etc – tem a obrigação de disponibilizar seu portfolio na web. É como uma mistura simpática de cartão de visitas com currículo. Também representa o meio mais fácil, limpo e sem strees de alguém entrar em contato com o seu trabalho. E ver que você tem talento, óbvio.

Estou postando isso porque esse mês eu estou enlouquecendo ao fazer o meu próprio portfolio e queria desabafar sobre a minha total frustração em escolher os meus trabalhos que eu mais gostei para publicação. Dá vontade de sumir e pedir para outra pessoa escolher para mim.

Daí que eu queria escrever um artigo sobre como fazer um portfolio bom, mas me senti incapaz, devido a essa minha dificuldade. Então, quando eu conseguir vencer esse problema, venho aqui e conto como foi.

Sim, isso foi um ‘momento desabafo’.

0 comments