Vi o filme do Johnny Cash hoje, aquele Johnny e June, que conta a história do casal.

Tipo assim… Grande surpresa com o filme. O que que é essa June, gente? A mulher, em pleno anos 50, não só se divorcia, como casa três vezes, tem uns cinco filhos, e também pesca e dirige! O que que é aquela cena em que ela ensina o Johnny a usar uma vara de pescar (sem trocadilhos)? Total inverso do que vemos frequentemente por aí. Normalmente o cara chega por trás da guria  e ensina a, sei lá, jogar sinuca e tal. E durante o filme inteiro, quem mantém a compostura, segue firme nas suas opiniões e coordena o relacionamento é a June. É ela quem diz não, é ela quem pega o coitado do Johnny pela mão e vai dar um jeito do cara, é ela quem coordena o rumo das turnês… ótima, ótima. A atriz também fez um trabalho magnífico, não me admiro que tenha ganhado um oscar.

Sério, fiquei muito fã da  Reese W., confesso que ela não me agradava muito, parecia que ela seria para sempre a Legalmente Loira. Adoro pessoas que me surpreendem. E ela ficou muito bem morena.

Agora… galerê, eu decidi que quero um Cash para mim! Imagina só, o homem doidão pela mulher, se encachaçando só porque ela disse ‘não’ para ele e talz. Quer coisa mais romântica? Ele caminhou uns 10km só para dar um OI para ela, foi tratado mal, e ainda por cima não desistiu.

Eu já gostava muito do Cash por causa da música e dos shows que ele fazia em cadeias – adoro shows em lugares alternativos, ainda mais se for por causas sociais -, mas agora amo o Cash.

Eu sou super facinha e impressionável, né?

Eu sou terrível.

———————————————————-

Navegando aqui pela vida dos filhos e enteados da June e do Johnny, descobri a Carlene Carter, filha da June. Muito boa, curti o som.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=LZCzddptTJI&a=fCHzFHdMUIo&playnext_from=ML&playnext=9]

0 comments