Não aguento mais o galerê fazendo post sobre natal. Sobre como o natal é fake, consumista ou sobre quanto é legal que as pessoas celebram a data, blablablá.

Eu estou ansiosa porque combinei de entornar uma garrafa de vodka depois da ceia. Just it.

Mas não pensem que eu sou tao fútil e mesquinha assim. Eu sei celebrar para mim mesma as coisas que fazem do meu natal uma coisa boa, mas é que como não tenho religião nem nada, para mim fica meio sem sentido comemorar o natal. Sabecomé. Daí hoje é véspera e eu tô aqui em casa, ouvindo Billie Holliday, tomando 5l de água gelada, com o ventilador na cara, escrevendo e programando. E pensando que a minha mãe é a pessoa mais sem-noção do mundo, já que deu um verdadeiro piti no telefone frente a uma reclamação  que fiz a ela. Explico. Ela me deixou um bilhete de tarefas para cumprir em relação a organização da casa e etc, para a ceia. Entre outras, uma das coisas que tenho que fazer é buscar o peru de Natal. Aquele bicho de sei lá quantos quilos, grudado no meu corpo, sendo carregado por mim pela rua… Tenho um treco só de pensar.

Gente, eu sou vegetariana. E ao contrário do que meu paizinho pensa, não é por causa de saúde não. É ideologia. Não concordo, faço birra, choro, e jamais aceito que se criem animais para abate, como se eles fossem objetos. E daí que pedem logo para quem ir buscar o cadáver da ceia de natal? PARA MIM. E ficam tudo de mimimi-como-tu-é-radical se eu demonstro que fico desconfortável com isso.

Porque para mim é todo um sacrifício, mas ninguém entende. Para mim aquilo não é um negócio que as pessoas vão comer, é uma vida que foi criada para ser sacrificada. É um ser que veio ao mundo sem chance nenhuma de desfrutá-lo, simplesmente para o bel-prazer dos humanos – esses arrogantes que se acham no direito de coordenar a vida de outras espécies.

Vejam bem, eu não nego os benefícios evolutivos sobre o consumo de carne. Entendo que há um tempão atrás era indispensável para a nossa sobrevivência caçar e se alimentar de outros seres. Mas gentz, hoje a gente não precisa disso. Temos todo o conhecimento necessário para ter uma dieta boa sem precisarmos submeter nações de bichos inteiras ao sofrimento, só pelo ‘prazer’ de comer carne. Não concordo e não dou o braço a torcer. Criar legiões inteiras de animais, única e exclusivamente para o abate, é crueldade. Dar uma vida miserável a esses seres, só porque eles vão morrer mesmo torna tudo muito pior.

Então, neste Natal, enquanto estiver na mesa da ceia, pense na vida miserável que esse animal na sua frente teve para que você sentasse essa bunda gorda aí e o comesse, enquanto finge para seus familiares que adora estar ali com eles e que não preferia estar numa festa enchendo a cara com os amigos.

2 comments

  1. Ianê Arantes · December 24, 2010

    exatamente… aqui não pedem mais pra eu ir comprar ‘cadáveres’. Respeito comigo eles começaram a aprender, só falta com o animal né. ;/
    Comentei em um outro post seu no outro blog. Disse quando a ter o seu contato no orkut, msn, tanto faz…. contatos vegs são sempre bem vindos.
    ianearantes_ieu@hotmail.com
    Ianê Arantes no orkut. ;D

  2. Ianê Arantes · December 24, 2010

    exatamente… aqui não pedem mais pra eu ir comprar ‘cadáveres’. Respeito comigo eles começaram a aprender, só falta com o animal né. ;/
    Comentei em um outro post seu no outro blog. Disse quando a ter o seu contato no orkut, msn, tanto faz…. contatos vegs são sempre bem vindos.
    ianearantes_ieu@hotmail.com
    Ianê Arantes no orkut. ;D