aquele sobre dois mil e treta

É de praxe escrever sobre o ano que passou, desde que eu mudei para São Paulo, há alguns anos. E é de praxe que a minha resolução de ano novo seja sempre só uma frase. Fiquei aqui parada e não consigo escrever nada sobre 2013….

uma nota das coisas (in)úteis que aprendi

Você se vê adolescente, decorando mil modos de lembrar como funciona todas as nomenclaturas da biologia, para poder ter uma pontuação decente no vestibular – e o mesmo serve para química. Um ano depois, você não sabe nem o que é toxoplasmose. No ano seguinte…

aquele sobre as meias perdidas

Comigo sempre rolou um problema crítico sobre meias. Eu amo meias 7/8 e 3/4, tenho uma coleção. Mas sempre esqueço de comprar as meias que a gente mais usa no dia a dia: as meias soquete, de algodão, simplinhas. Branquinhas, pretas, cinza… Básicas. É muito…

sublimes romances de esquina

Li um artigo muito bom que discorre sobre o que é ou o que representa o eterno e o sublime na filosofia (do último śeculo), ao mesmo tempo que discutia com um amigo sobre a mais nova bandeira dos jovens de 20/30 anos: a cultura…

aquele sobre o primo basílio

Toda uma beleza na literatura erótica, toda uma internet cheia de pornografia de qualidade e acessível, mas eu fui ficar com tesão pela primeira vez na vida lendo “O primo Basílio”, do Eça de Queirós. Muito mais do que imagens e sons, o sexo solitário,…

aquele em que eu pulei o portão para entrar no show

O cansaço da abertura para o diálogo está me matando aos poucos. Ando sempre exausta de ouvir “você é muito radical”, ou mesmo “sua opinião não conta porque você é radical”, é como se não aceitar o status quo automaticamente desqualifique minha opinião para discutir…

aquele em que eu sonhei com a tatuagem e depois a fiz

Uma tatuagem não acabada no meu braço. Não sei o que aconteceu dessa vez. Eu estava lá sentada, aquele som familiar de motor de agulha de tatuador zumbindo no meu ouvido. Às vezes eu queria chegar mais perto do tubo de tinta para saber que…

aquele sobre cansaço e mudanças de casa constantes

Sempre fui muito adaptável e recebia mudanças e surpresas na vida com uma doce expectativa. Sempre foi fácil passar por mudanças. Minha mãe me criou para ser assim, esse tipo de pessoa para quem não tem tempo ruim, aquele alicerce de todos. Eu sempre fui…