Não, não, não tô pensando em desilusão amorosa.
Tô pensando na desilusão da esperança. Enquanto a minha vidinha classe média corre com as tranças ao vento, linda leve e solta, o país entra numa espécie de poço das intolerâncias.
Enquanto o novo código florestal é aprovado, o kit anti-homofobia é vetado, a única coisa que me faz ficar triste é simplesmente aquele sentimento terrível de passividade.

Parece que a gente está entrando numa pequena guerra civil bem aos pouquinhos, sem perceber.

Polícia atirando bala de borracha em manifestação pacífica da Marcha da Maconha, que nem cartazes tinha.

Camponeses sendo mortos no norte do país por denunciar madeireiras ilegais.

Os paulistanos só sabem reclamar que a Regis Bittencourt tá trancada, e que é uma agressão deixar seus filhos verem um casal gay trocando um beijo. E os gaúchos se voltam, como sempre, para o próprio umbigo, aquele lance meio semana farroupilha; comemorar a derrota.
É tipo uma omissão nacional. Em Roraima e em Minas não deve ser muito diferente. Aquele lance com ar de “o problema não é meu”.

Pára esse brinquedo que eu quero descer, Brasil.

4 comments

  1. Luiza · May 25, 2011

    Concordo totalmente com você…

    A maioria das pessoas hoje só sabem olhar para o próprio umbigo e/ou criticar os outros… Nos vivemos numa sociedade cheia de problemas ( corrupção, drogas, assasinato, etc) e o máximo que as pessoas conseguem fazer e olhar a tal noticia e no fundo pensar ” Ah! Nao e problema meu mesmo…”
    Nao tem como fazer muita coisa mesmo, mas peloamordedeus! Será que da pra parar de pensar só em vocês?! Esse pessoal que pensa que o problema realmente nao tem como chegar la acha que mora numa espécie de bolha, mas se o problema realmente ficar tenso, aí já era pra todo mundo…

    Acorda Brasil!

  2. Luiza · May 25, 2011

    Concordo totalmente com você…

    A maioria das pessoas hoje só sabem olhar para o próprio umbigo e/ou criticar os outros… Nos vivemos numa sociedade cheia de problemas ( corrupção, drogas, assasinato, etc) e o máximo que as pessoas conseguem fazer e olhar a tal noticia e no fundo pensar ” Ah! Nao e problema meu mesmo…”
    Nao tem como fazer muita coisa mesmo, mas peloamordedeus! Será que da pra parar de pensar só em vocês?! Esse pessoal que pensa que o problema realmente nao tem como chegar la acha que mora numa espécie de bolha, mas se o problema realmente ficar tenso, aí já era pra todo mundo…

    Acorda Brasil!

  3. Ágda · May 25, 2011

    Galera de Roraima tá mei’que ocupada em saber como vai se virar para ter uma economia estável depois que a Raposa Serra do Sol foi homologada como reserva indígena.

    É sem graça dizer “Acorda, Brasil!” e continuar sentada na sua poltrona confortável.
    Sempre defendi e pratiquei o “faça isso, faça aquilo para melhorar ao seu redor”.
    Todo mundo se empolga em resolver o problema dos outros, mas nem coleta seletiva em casa faz….

  4. Ágda · May 25, 2011

    Galera de Roraima tá mei’que ocupada em saber como vai se virar para ter uma economia estável depois que a Raposa Serra do Sol foi homologada como reserva indígena.

    É sem graça dizer “Acorda, Brasil!” e continuar sentada na sua poltrona confortável.
    Sempre defendi e pratiquei o “faça isso, faça aquilo para melhorar ao seu redor”.
    Todo mundo se empolga em resolver o problema dos outros, mas nem coleta seletiva em casa faz….