Daí que eu resolvi escrever um post falando de responsabilidade e de machismo, problematizando as coisas, etc, para o Blogueiras Feministas.

E então um menino achou que eu o chamei de “acéfalo”, e resolveu fazer um post, só porque não o enchi de elogios e concordei com sua opinião.

Eu não sei o problema que as pessoas tem comigo, vira  e mexe alguém resolve achar que eu sou uma pedra no seu sapato. E sempre é assim; são coisas que eu faço de boa, no pleno exercício da minha humanidade, brasilidade, cidadania e condição de blogueira.

Quando alguém não curte o que eu falo, aqui neste blog e em outros lugares que escrevo, sempre me manda um e-mail para conversar comigo. Acho polido, acho digno, acho lindo. Mesmo que a pessoa me xingue no e-mail, pelo menos teve a classe de não se sujeitar a abrir para público, de forma infantil e pretenciosa, o seu próprio ridículo.

Falta de bom senso, oi.

————

O diálogo mandou lembranças.

16 comments

  1. Srta. Bia · March 24, 2011

    Amada, repete comigo: “se me odeia, deita na BR”
    http://youtu.be/nlqabBbo5Ms

    • garotacocacola · March 24, 2011

      Ai, Bia, vc é sempre ótima.

      “Se me odeia, deita na BR!!!”

      Hahahaha.

  2. Srta. Bia · March 24, 2011

    Amada, repete comigo: “se me odeia, deita na BR”
    http://youtu.be/nlqabBbo5Ms

    • garotacocacola · March 24, 2011

      Ai, Bia, vc é sempre ótima.

      “Se me odeia, deita na BR!!!”

      Hahahaha.

  3. Marília Moscou · March 24, 2011

    SE ME ODEIA DEITA NA BR devia ser a próxima frase da nossa próxima camiseta né?
    hahahahaha

  4. Marília Moscou · March 24, 2011

    SE ME ODEIA DEITA NA BR devia ser a próxima frase da nossa próxima camiseta né?
    hahahahaha

  5. Lucas · March 24, 2011

    Olha, fazia tempo que não ficava lendo comentários de blog posts, é muita flamewar e ataques e tal, se fosse pra eu comentar, normalmente ia colocar “tl;dr” mesmo.. hehe

    Mas enfim, voltando ao tópico, a discussão é saudável, acho esses artigos-resposta (ia falar de blog-post mas o pessoal do PdH ia se indignar se lesse aqui) um esquema relativamente interessante, digo, se fosse pra criar argumentos contra ou a favor da discussão e permitir que outras pessoas pudessem comentar adicionando conteúdo, seria ótimo, mas isto aqui é a internet, ou seja, Beware: Here be trolls… as pessoas em sua maioria não sabem argumentar, acaba que a discussão fica parecendo (ou acaba se tornando) ataque pessoal de ambos os lados depois de um tempo (tua discussão ainda não entrou nesse ponto, espero que não chegue).

    PS: Deita na BR. Minutos perdidos na minha vida que não recuperarei mais, ok. Já tenho horas perdidas de qualquer forma…

  6. Lucas · March 24, 2011

    Olha, fazia tempo que não ficava lendo comentários de blog posts, é muita flamewar e ataques e tal, se fosse pra eu comentar, normalmente ia colocar “tl;dr” mesmo.. hehe

    Mas enfim, voltando ao tópico, a discussão é saudável, acho esses artigos-resposta (ia falar de blog-post mas o pessoal do PdH ia se indignar se lesse aqui) um esquema relativamente interessante, digo, se fosse pra criar argumentos contra ou a favor da discussão e permitir que outras pessoas pudessem comentar adicionando conteúdo, seria ótimo, mas isto aqui é a internet, ou seja, Beware: Here be trolls… as pessoas em sua maioria não sabem argumentar, acaba que a discussão fica parecendo (ou acaba se tornando) ataque pessoal de ambos os lados depois de um tempo (tua discussão ainda não entrou nesse ponto, espero que não chegue).

    PS: Deita na BR. Minutos perdidos na minha vida que não recuperarei mais, ok. Já tenho horas perdidas de qualquer forma…

  7. Maíra Avelar Miranda · March 24, 2011

    Aiai, o cara ter levado pro lado pessoal e ter respondido ao comentário de um MACHO (e não rebatido às ideias do seu post), mostra bem a mentalidade de quarta série dele, Nessa. Até então, ele considerava tudo como um “mimimi de mulherzinha querendo publicidade”. Bastou um macjo atacar a inteligência dele, chamando-o de senso-comum e pronto: o circo estava armado! Ele tentou claramente te redicularizar e atacar você como PESSOA (e não as suas IDEIAS). Então, só resta cantar pra ele “Se me odeia, deita na BRRRRR!” HAhahaha Beijo!

  8. Maíra Avelar Miranda · March 24, 2011

    Aiai, o cara ter levado pro lado pessoal e ter respondido ao comentário de um MACHO (e não rebatido às ideias do seu post), mostra bem a mentalidade de quarta série dele, Nessa. Até então, ele considerava tudo como um “mimimi de mulherzinha querendo publicidade”. Bastou um macjo atacar a inteligência dele, chamando-o de senso-comum e pronto: o circo estava armado! Ele tentou claramente te redicularizar e atacar você como PESSOA (e não as suas IDEIAS). Então, só resta cantar pra ele “Se me odeia, deita na BRRRRR!” HAhahaha Beijo!

  9. Cecilia · March 24, 2011

    Querida, filha postiça de mãe adotiva orgulhosa, mais uns 20% de Vanessas no mundo para dar voz a outras pessoas menos representadas, e o mundo seria bem mais bacana.

    Olha, acho que eu estava subestimando o machismo. Esse ‘debate’ foi bom para perceber como uma parcela (significativa) dos homens não admite mexer nos seus privilégios nem em termos de discurso, nem em debates internáuticos. Uma outra parcela desses homens a gente vê todos os dias nas páginas de crimes dos jornais.

    Eu voto na frase “Machistas do mundo, uni-vos e deitai na BR”. Camiseta já.

  10. Cecilia · March 24, 2011

    Querida, filha postiça de mãe adotiva orgulhosa, mais uns 20% de Vanessas no mundo para dar voz a outras pessoas menos representadas, e o mundo seria bem mais bacana.

    Olha, acho que eu estava subestimando o machismo. Esse ‘debate’ foi bom para perceber como uma parcela (significativa) dos homens não admite mexer nos seus privilégios nem em termos de discurso, nem em debates internáuticos. Uma outra parcela desses homens a gente vê todos os dias nas páginas de crimes dos jornais.

    Eu voto na frase “Machistas do mundo, uni-vos e deitai na BR”. Camiseta já.

  11. magnus · March 24, 2011

    que difícil é discutir racionalmente sobre comportamentos que são formados por condicionamentos lá no subconsicente, onde a razão NÃO chega!

    o meio para o convencimento – a razão – simplesmente não alcança determinados comportamentos, o núcleo duro de uma tradição milenar e que representa uma das coisas mais universais que já existiram na terra.

    creio que não seja o discurso a melhor ferramenta, mas a prática de novos hábitos.

  12. magnus · March 24, 2011

    que difícil é discutir racionalmente sobre comportamentos que são formados por condicionamentos lá no subconsicente, onde a razão NÃO chega!

    o meio para o convencimento – a razão – simplesmente não alcança determinados comportamentos, o núcleo duro de uma tradição milenar e que representa uma das coisas mais universais que já existiram na terra.

    creio que não seja o discurso a melhor ferramenta, mas a prática de novos hábitos.

  13. Langaia · March 24, 2011

    Demorei pra ler os posts envolvidos… Os comentários não tive paciência…

    Eis o que eu penso… o primeiro post (http://bit.ly/fZT4fg) sobre elogiar mulheres abertamente, confunde as coisas. Explico:

    Uma coisa é voce elogiar abertamente alguem, o que é feito com respeito e uma certa classe, em um comentário dirigido a própria pessoa
    “Que olhos bonitos” “Você é linda” e afins… (que não digo que tambem não sejam incomodos as vezes. Mas não são falta de respeito)

    Outra coisa muito diferente são os comentários machistas “essa eu chupo até o caroço”. Esses são degradantes, e de forma alguma constituem um elogio.

    Acho que a primeira categoria, se feita num dia em que não estamos de tpm, ou mal humor, ou de saco cheio do mundo, realmente pode nos deixar mais feliz, se não vem seguido de um pedido de telefone ou algo assim. Se for efetivamente somente um elogio despretencioso. Mas é claro que isso nunca acontece.

    O segundo é simplesmente uma falta de respeito.

    O post no blogueiras feministas foi uma reflexão sobre o assunto, levantando mais a questão do segundo tipo de “elogio” (se eu pudesse aumentaria o tamanho das aspas), dentro do ambiente da net, e a responsabilidade de publicar tais conteudos.

    Ai, a “réplica” no PdH foi uma coisa tão estranha, que me leva a perguntar se ele leu efetivamente a reflexão no Blogueiras Feministas…

    De resto, gostei do seu blog, das reflexões e do jeito como escreve.

    E de resto, gostei e acabei de incorporar o aviso do Lucas:

    Beware: Here be trolls…

  14. Langaia · March 24, 2011

    Demorei pra ler os posts envolvidos… Os comentários não tive paciência…

    Eis o que eu penso… o primeiro post (http://bit.ly/fZT4fg) sobre elogiar mulheres abertamente, confunde as coisas. Explico:

    Uma coisa é voce elogiar abertamente alguem, o que é feito com respeito e uma certa classe, em um comentário dirigido a própria pessoa
    “Que olhos bonitos” “Você é linda” e afins… (que não digo que tambem não sejam incomodos as vezes. Mas não são falta de respeito)

    Outra coisa muito diferente são os comentários machistas “essa eu chupo até o caroço”. Esses são degradantes, e de forma alguma constituem um elogio.

    Acho que a primeira categoria, se feita num dia em que não estamos de tpm, ou mal humor, ou de saco cheio do mundo, realmente pode nos deixar mais feliz, se não vem seguido de um pedido de telefone ou algo assim. Se for efetivamente somente um elogio despretencioso. Mas é claro que isso nunca acontece.

    O segundo é simplesmente uma falta de respeito.

    O post no blogueiras feministas foi uma reflexão sobre o assunto, levantando mais a questão do segundo tipo de “elogio” (se eu pudesse aumentaria o tamanho das aspas), dentro do ambiente da net, e a responsabilidade de publicar tais conteudos.

    Ai, a “réplica” no PdH foi uma coisa tão estranha, que me leva a perguntar se ele leu efetivamente a reflexão no Blogueiras Feministas…

    De resto, gostei do seu blog, das reflexões e do jeito como escreve.

    E de resto, gostei e acabei de incorporar o aviso do Lucas:

    Beware: Here be trolls…